domingo, 18 de julho de 2010

ÌKÚ (O SENHOR MORTE )

O Òrísá que possui a função de exercer o poder da morte chama-se Ìkú, trata-se de uma dinvidade masculina e seus mitos e formas de culto estão registrados dentro do oráculo de Ìfá, isto se deve, por ser Òrúnmilá, o orísá da sabedoria, aquele "que pode alterar a data da morte". Afirma a tradição que Ìkú começou a matar depois que viu sua mãe ser espancada e morta na praça do mercado, sendo depois dominado por seus que conseguiram que ele comesse o que lhe era proibido. Quem ensinou como anular a atividade de Ìkú, foi sua mulher chamada Olójòngbòdú.  Nos conta assim, um fragmento do verso do Odù Òyèkú Méjì:     "....Quando Ìfá falou sobre Olójòngbòdú, a mulher de Ìkú que foi chamada logo cedo pela manhã, foi perguntado o que seu marido não poderia comer, que o tornasse incapaz de matar outros filhos das pessoas? ela disse que Ìkú, seu marido, não poderia comer ratos,pois se comesse, suas mãos tremeriam sem parar; Ela disse que Ìkú, seu marido, não poderia comer peixe, poi se comesse, seus pés tremeriam sem parar ; Ela disse que Ìkú, seu marido, não poderia comer ovo de pata, pois se comesse, ele vomitaria sem parar..."      Outro método de enfraquecer a atividade de Ìkú é registrado no oráculo de Ifá, através do modo como Èsù subornou o filho de Ìkú, para que este revelasse o modo como  Ìkú  matava, Omòikú     então revela que seu pai, matava através de sua clava, tornando-se fraco sem este instrumento, o qual Èsú com a ajuda do Ijàpàá, esconde. "... Ijàpàá gbé òrúkú l'owó ikú..."  ( o cágado retira a clava das mãos de Ìkú ). Posteriormente, Ìkú faz um pacto com Òrúnmilá, através da condição dele ajudá-lo a recobrar a sua clava; então, Ìkú só levaria antecipadamente aqueles que não se colocassem sobrê a proteção de Òrùnmilá. Outro texto do Odù Ìròsùnsè, nos conta como Orí e Òrùnmilá, impediram a atuação de Ìkú sobre a cabeça de alguém. Concluindo, então, para que seja possível neutralizar a atuação de Ìkú, quando está agindo antecipadamente. Por isso, na tradição Yorùbá, acredita-se que Òrùnmilá é "O grande modificador que altera a data da morte". Todos os orixás, como agentes dinâmicos de vida, são ligados a ìkú. A mesma divindade que cria, também destrói, a mesma que gera fertilidade, também pode retirá-la e etc. E desta  atuação dependem estes orixás, de Ìkú e Eégúngún.        

(Fonte: Ìyàmi Òsóròngá e o mito das mulheres pássaros, autor  Luìz Carlos Silva.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário